Top30 Os melhores sites da Internet

 

Arquivo

Textos com Etiquetas ‘Janete Clívea’

Tópicos recentes

Como evitar problemas em cirurgia plástica: 10 dicas pra você ter uma cirurgia segura

Hoje, a cada dia aumenta mais o número de cirurgias plásticas realizadas no Brasil e no mundo, a cultura pela beleza tem se expandido mundialmente e as empresas estão com mercado aquecido, oferecendo a cada dia novidades neste ramo, mas fique atenta pra não entrar em “furadas”, afinal como tem muita gente no ramo, como em qualquer área existem pessoas sérias e existem pessoas que só querem ganhar dinheiro fácil.

Então aí vão algumas dicas pra você saber escolher na hora da cirurgia:

1- Tudo começa pela escolha do seu cirurgião: procure no site da sociedade de cirurgia plástica www.cirurgiaplastica.org.br se o nome dele consta no cadastro, pois se não constar é possível que ele não seja um cirurgião plástico e sim alguém querendo se dar bem nessa especialidade. Cuidado! Não faça procedimentos estéticos com médicos de outras áreas, essas pessoas não são treinadas na arte da beleza e nem sempre tem senso de simetria o que é estudado constantemente pelos cirurgiões plásticos. Por isso o tempo de formação de um cirurgião plástico leva 5 anos, além dos seis anos de faculdade de medicina , pois incluem 2 anos de residência médica em cirurgia geral e mas 3 anos de cirurgia plástica e mais uma prova para especialista da sociedade brasileira de cirurgia plástica, quando acaba tudo isso para que esse profissional se torne um especialista .

2- A relação médico-paciente é fundamental, é tão ou mais importante que o resultado, é fundamental que o médico seja um profissional atencioso e disponível, pois todo cirurgião plástico está sujeito a complicações ou maus resultados e é nesse momento que a relação médico-paciente é fundamental para que ele possa lhe dar suporte para resolver o problema se houver e não apenas abandonar o paciente.

3- Cada paciente é diferente, portanto o cirurgião deve escutar suas queixas atenciosamente, analisá-las e considerar se é necessário ou não fazer cirurgia, se for necessário ele deve dar expectativas reais do que é possível fazer, fuja daqueles que lhe dão expectativas surreais. Isso não existe!  A cirurgia plástica não faz milagres, apenas realça a beleza natural das pessoas ou faz modificações para melhor harmonizar o conjunto.

4- Pergunte sempre sobre os riscos da sua cirurgia e como vocês, médico e paciente em conjunto podem fazer para minimizá-las. Evite cirurgiões que ignoram ou minimizam os riscos inerentes a qualquer procedimento cirúrgico.  Lembre-se a cirurgia não é só do cirurgião, mas do paciente também. Não seguir à risca as recomendações de seu médico podem gerar problemas graves.

5- Um bom pré-operatório é essencial para o bom resultado da cirurgia, conte ao seu médico tudo o que for relevante, não esconda nada. Lembre-se é a sua segurança que está em jogo e neste momento ele tem que lhe conhecer em detalhes e solicitar os exames adequadamente ou dar as orientações necessárias.

6- Fuja de cirurgiões que sugere realiza a cirurgia no consultório médico (a menos que seja uma cirurgia muito pequena).

7- Preço – Desconfie de preços muito baixos. Uma cirurgia plástica realizada com qualidade e segurança não tem como ser barata. O valor de uma cirurgia plástica é a soma dos honorários da equipe médica – composta pelo cirurgião plástico principal, cirurgião plástico assistente, (profissionais que levaram 11 anos para se formar), além de médico anestesista e instrumentador – dos custos hospitalares e, em algumas cirurgias, do preço dos implantes de silicone. Quando um cirurgião plástico cobra preço muito baixo, tenha certeza que ele está negligenciando a segurança e/ou qualidade.

8- Algumas medidas podem minimizar os riscos cirúrgicos como: não fazer grandes cirurgias combinadas, às vezes é melhor se submeter a duas cirurgias separadamente do que a uma grande e com mais riscos, usar meias elásticas de compressão durante e após a cirurgia , utilização de bombeamento intermitente nos membros inferiores para evitar tromboses durante a cirurgia e no pós operatório imediato, deambulação precoce. Pergunte ao seu médico se ele utiliza essas medidas, pois podem diminuir em muito os riscos de trombose.

9- Pacientes fumantes têm maior índices de complicações, além daqueles que estão acima do peso ou que já tem outros problemas de saúde, converse com seu médico para minimizar esses fatores.

10- O local da cirurgia é importante, pois o hospital deve ter boas condições de funcionamento e deve ter UTI, para o caso de ser necessário, com médicos de plantão 24h.

 

Bem, dito isto, sua cirurgia tem tudo pra dar certo e você ficar maravilhosa, a cirurgia plástica levanta a auto-estima e melhora o bem estar. Não deixe de fazer, apenas faça com segurança.

 

By Dra Janete Clívea.

CRM 11.112

Membro Especialista da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Acesse: www.janeteclívea.com.br

 
Continuar Leitura

Tags:Tags: , , ,

Abdominoplastia – A cirurgia das Mamães

Milhares de pessoas frequentam as academias buscando uma barriga lisinha e durinha. Que mulher não quer ter uma barriguinha esticada e lisinha para poder usar e abusar de biquínis e blusas curtas sem constrangimentos. Porém, para algumas pessoas, nem todas as dietas e exercícios do mundo proporcionam o resultado esperado.

A abdominoplastia é a cirurgia plástica indicada justamente para esses casos, onde além da gordura localizada acumulada a pele se encontra flácida, formando o chamado “abdômen em avental”. Na maioria das vezes são mulheres que já tiveram filhos ou aquelas, que devido a regimes com grande perda de peso sofrem com a flacidez nesta região, ou em cirurgia pós bariátrica. Homens também possuem indicação para realização de abdominoplastia, principalmente naqueles pacientes que se submeteram a cirurgia de redução de estômago.

A abdominoplastia devolve o contorno abdominal gracioso, pois além da retirada de pele em excesso, onde juntamente com essa pele saem também todas as estrias da região infraumbilical, também é realizada uma plicatura aproximando os músculos da parede abdominal (procedimento que visa diminuir o contorno da cintura e aumentar a tensão abdominal através da sutura da bainha fibrosa dos músculos do abdome).

Além disso, hoje cada vez mais, a abdominoplastia vem sendo associada a uma lipoescultura para melhorar ainda mais o contorno da cintura, na minha prática realizo de rotina a lipoaspiração de dorso e cintura, para o melhor contorno da silhueta da paciente e maior satisfação do resultado.

Para as mulheres que já tiveram gravidez, principalmente após a segunda gestação, que exige um estica-encolhe muito grande do abdome essa cirurgia pode ser a salvação, a musculatura dilatada e afastada por conta da gravidez, é reaproximada, dando uma melhor aparência à mulher e retirando esse excesso de pele que continuaria a incomodar a paciente.

Existe ainda uma variante da abdominoplastia, dita miniabdominoplastia na qual não é descolada a cicatriz umbilical, e com a cicatriz final resultante um pouco menor, no entanto é indicado para mulheres com pouca flacidez principalmente localizada na parte inferior, pois será essa área tratada de forma mais efetiva, porém em pacientes com flacidez em abdome superior essa cirurgia não é a melhor indicada, cada caso  deve ser avaliado pelo médico para que o mesmo possa decidir qual a melhor conduta para cada caso .

 

By Dra. Janete Clívea

CRM : 11.112-Ce

Membro Especialista da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plastica

http://www.janeteclivea.com.br/

 
Continuar Leitura

Tags:Tags: , , , ,

“Orelhas de Abano” – Dúvidas e Esclarecimentos

Você já deve ter ouvido alguém ser chamado de “orelha de abano”, ou quem sabe você mesmo já foi vítima de algumas dessas brincadeiras desagradáveis. O que pouca gente sabe é que na verdade esse “apelido” é realmente o nome consagrado para o uso desta deformidade congênita.

Portanto o portador de orelhas de abano sofre com o preconceito da sociedade pela sua aparência pouco harmônica. Essa deformidade é causada por um excesso de cartilagem da parte posterior da orelha ou mesmo pela pouca curvatura da mesma. E como filho de peixe, peixinho é… , não é raro ver casos familiares de orelha de abano. Não são raros nos consultórios histórias de pessoas, especialmente as mulheres que usam algumas marcas de cola rápida, nos casos em que precisam prender os cabelos, ou em casos de uma festa, onde necessitam usar penteados elaborados que evidenciariam a proeminência das orelhas. Esse comportamento só demonstra o quanto essa deformidade incomoda aqueles que a possuem.

Em crianças em idade escolar, esse problema pode ser ainda maior, pois as crianças muitas vezes sofrem problemas psicológicos em função das brincadeiras de mal gosto dos colegas, o que pode atrapalhar no desempenho escolar tirando a concentração e a motivação pelos estudos ,  já que a criança se recusa muitas vezes até a frequentar as aulas.

Mas esse problema é relativamente simples de resolver.  A maioria dos cirurgiões plásticos realiza essa cirurgia. A otoplastia (cirurgia corretiva das orelhas de abano) deve ser realizada acima dos 5 a 7 anos, quando as orelhas já estão formadas e praticamente com seu tamanho definitivo e no momento em que pode haver maior assédio por parte dos colegas, é bom que seja feita nesta fase pra evitar os traumas psicológicos. Mas, se passado essa fase, pode ser feita em qualquer idade.

Como é a cirurgia?

A cirurgia normalmente é realizada sob uma leve sedação associado à anestesia local e, em crianças menores pode se também utilizar anestesia geral.

É feita uma incisão atrás da orelha, por onde se retira o excesso de pele e se molda a cartilagem a fim de corrigir eventuais contornos defeituosos. A orelha é então reposicionada dentro dos padrões normais. A otoplastia é uma cirurgia que requer um trabalho minucioso, para um melhor resultado e um resultado mais natural, mas tem a vantagem de não demandar grandes agressões ao organismo. As cicatrizes ficam praticamente imperceptíveis, localizadas no sulco entre a orelha e o crânio.

Normalmente não há dor no pós-operatório da otoplastia. Caso venha a ocorrer, um analgésico comum resolverá o problema. Os pontos são retirados no 10º ou 12º dia após a cirurgia. Embora o efeito imediato seja satisfatório, o resultado definitivo da otoplastia é vista após a regressão do edema, que costuma ser leve.

A satisfação dos pacientes neste tipo de cirurgia costuma ser muito alta.

Se você tem esse problema ou conhece alguém que tenha, procure um cirurgião plástico Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e faça uma consulta.

Para maiores informações acesse o meu site www.janeteclivea.com.br

 

By Dra Janete Clívea CRM 11.112 -Ce

Cirurgiã Plástica

Membro Especialista da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

 
Continuar Leitura

Tags:Tags: , , ,

Faça a busca por notícias

 


Este website foi projetado para ser completamente acessível e usável, trabalhando em conformidade com as Diretrizes de Acessibilidade para Conteúdo Web (WCAG v1.0).

Se houver qualquer coisa (ocorrência) neste site relacionado a acessibilidade ou a validação que não estiver de acordo com os padrões, por favor entre em contato.