Top30 Os melhores sites da Internet

 

Arquivo

Textos com Etiquetas ‘Esclerose Múltipla’

Tópicos recentes

Esclerose Múltipla

cerebroA esclerose múltipla é uma doença crônica de difícil diagnóstico, que atinge o sistema nervoso central, podendo comprometer os movimentos e até ser identificada com os exames elaborados pode ser confundida com outras enfermidades.

A esclerose múltipla compromete os neurônios, os quais são células do cérebro e cordão espinhal, na qual carregam informações, criando então o nosso raciocínio e percepção. Dessa forma, permitindo assim que o comandante do nosso corpo (cérebro) controle nosso corpo. Em volta dos neurônios existe uma camada de gordura que protege e os auxiliam a levar os sinais elétricos. Mas o individuo com a esclerose múltipla isso não será mais possível, pois a doença causa uma destruição gradativa dessa camada e a separação dos neurônios em pedaços pelo cérebro e coluna espinhal, ocasionando diversos sintomas dependendo de quais sinais foram obstruídos pela doença.

EscleroseSintomas esses que podem ser vários, desde o amortecimento das mãos e dos pés, como também problemas na fala, visão, falta de equilíbrio, ou seja, a esclerose múltipla afeta a coordenação motora.

A esclerose múltipla atinge principalmente os jovens entre os 20 e 30 anos, pessoas brancas e mulheres. De acordo com estatísticas é quase três mulheres para um homem com a doença. As causas da doença ainda são desconhecidas pela ciência e infelizmente ainda não existe cura. A doença não é hereditária, segundo especialistas a família é que tem essa predisposição por apresentar maior tendência a inflamações. Pesquisadores suspeitam que a doença resulte do ataque do sistema imunológico do individuo ao sistema nervoso, sendo assim classificada com uma doença auto-imune.

O tratamento adequado ajuda os pacientes a manterem a qualidade de vida, mas o diagnostico precoce é fundamental para evitar seqüelas. Esse tratamento da esclerose múltipla é caro, mas os remédios são subsidiados pelo governo federal e impedem que os danos ao organismo sejam irreversíveis. O tratamento adequado não interrompe 100%, mas reduz a atividade inflamatória em 50% e até 60%, o que permite um equilíbrio da doença com o portador. Para então a pessoa ter uma vida normal, trabalhar profissionalmente, ter um desenvolvimento social e ter um relacionamento familiar adequado.

 
Continuar Leitura

Tags:Tags: , , , , , ,

Faça a busca por notícias

 


Este website foi projetado para ser completamente acessível e usável, trabalhando em conformidade com as Diretrizes de Acessibilidade para Conteúdo Web (WCAG v1.0).

Se houver qualquer coisa (ocorrência) neste site relacionado a acessibilidade ou a validação que não estiver de acordo com os padrões, por favor entre em contato.