Top30 Os melhores sites da Internet

 
Página Inicial > Diversas > Psicopatia: Trauma ou Pré-Disposição Genética?

Tópicos recentes

Psicopatia: Trauma ou Pré-Disposição Genética?

psicopataFicamos perplexos com as notícias macabras que muitas das vezes ouvimos ou lemos nos jornais, e ficamos muitas das vezes nos perguntando como alguém pode cometer tamanha crueldade a outras pessoas, sem nenhum escrúpulo e sem nenhum pingo de coração, caráter, enfim, acabamos rotulando as pessoas de várias formas. Mas o que muitos não sabem é que esse tipo de pessoa sofre de personalidade psicopática, ou seja, é um psicopata nato.

A psicopatia foi descrita pela primeira vez há muito tempo atrás, em 1941, por um psiquiatra americano Hervey M. Cleckley. De acordo com o psiquiatra, a psicopatia é um conjunto de comportamentos e traços de personalidades específicas. A pessoa é encantadora ao primeiro olhar, causando boa impressão e são tidas como “normais” pelas as pessoas que estão ao seu redor. Porém, na maioria das vezes são egocêntricas, desonestas, calculistas, desprezíveis a qualquer tipo de confiança, insensíveis e adoram se divertir com o sofrimento alheio, não conseguem frear seus impulsos e pior, os psicopatas não sentem nenhum tipo de culpa. E mais, de acordo com os psiquiátricos, a psicopatia nem sempre está associada à violência.

yvoneUm caso que vem repercutindo é quanto a Yvone, personagem interpretado por Letícia Sabatella em Caminho das Índias, na Globo. Muitos noveleiros(as) ficam indignados com tanta maldade e frieza que o personagem vem fazendo com os outros. Segundo a psiquiatra Ana Beatriz Barbosa Silva, que é a consultora da novela e que auxiliou a construir o personagem Yvone, a cada 25 pessoas uma acaba sendo perversa, sem nenhum remorso e capaz de passar por cima de qualquer pessoa para atender os próprios interesses.

Psiquiátricas afirmam que o psicopata nasce com uma predisposição genética, para a manifestação desse comportamento de insensibilidade afetiva, sendo manifestada ao longo da vida. Os psicopatas são 4% da população e que não há cura para eles, porém as manifestações podem ser diminuídas, controladas. E que existem três níveis de psicopatas: o leve, que concentra os reconhecidos golpes 171 (estelionato ou fraude) e atinge uma pessoa; o moderado, que aplica o mesmo golpe, mas em um campo social maior (como o superfaturamento na compra de remédios para o sistema de saúde pública) e acaba prejudicando milhares de pessoas; e o grave, o assassino para quem não basta matar, tem que haver atos de crueldade. Porém, esse último tipo é raro. O da personagem Yvone se enquadra ao primeiro nível (leve), já que ela sempre lesa uma pessoa apenas e não é capaz de matar.

1Como a novela vem sendo grande sucesso e sempre as histórias de Glória Peres dão repercussão, o caso da psicopata Yvone não tem sido diferente assim como o caso do esquizofrênico Tarso (Bruno Galiasso). E que a diferença principal das doenças é que o Psicopata tem um déficit no campo das emoções, sendo incapaz de sentir amor; enquanto o esquizofrênico é seu oposto, possuindo afeto excessivo, sensível ao extremo. E que para o esquizofrênico há cura.

Infelizmente no país em que vivemos, onde existe preconceito, injustiças, violências, que acabam contribuindo para que novos psicopatas se manifestem e que muitas das vezes ficam impunes, fazendo assim novas vítimas devido aos seus surtos psicóticos.

 
 

Tags: Tags: , , ,

  1. 9, maio, 2012 em 19:03 | #1
    Fantástico! Tive algumas experiências e tive aprendi a lidar com a situação e até tirar proveito do aprendizado que os psicopatas nos oferecem. Dividi isso na postagem: http://lahved.blogspot.com.br/2012/05/os-demonios-de-carne-e-osso.html 
  2. maria joelma
    12, janeiro, 2012 em 19:57 | #2
    ola.adorei o documentario,e tirei algumas duvidas!acho q comvivo com uma psicopata!
  3. Sabrine
    17, abril, 2010 em 11:52 | #3
    Bom Betina você está enganada…
    existe sim casos de assassinos serial killers aqui no Brasil, que por sinal não são tão raros! Ou você está esquecendo do maníaco do parque? ou o caso da Suzane? ou até mesmo o caso da filha Glória Perez que foi assassinada por seu colega? E agora o caso da Isabela Nardoni…
    Antes de falar alguma coisa a respeito leia, pesquise e depois opina sobre algo…
    A matéria é boa sim, ficamos gratos por matérias assim como a sua!
    Parabéns!
  4. Betina
    14, abril, 2010 em 00:45 | #4
    Na verdade, o útimo tipo (o assassino), é raro NO BRASIL, ou melhor, na América Latina. Mas muito boa a matéria. :)
  5. Franciela
    23, outubro, 2009 em 17:55 | #5
    Oi…
    Adorei a matéria, precisava de material sobre psicopatia para um trabalho, e acabei encontrando tudo aqui.
    Parabens.
  1. Nenhum trackback ainda.

Faça a busca por notícias

 


Este website foi projetado para ser completamente acessível e usável, trabalhando em conformidade com as Diretrizes de Acessibilidade para Conteúdo Web (WCAG v1.0).

Se houver qualquer coisa (ocorrência) neste site relacionado a acessibilidade ou a validação que não estiver de acordo com os padrões, por favor entre em contato.