Top30 Os melhores sites da Internet

 
Página Inicial > Notícias > Governo Anuncia as 100 Primeiras Cidades que irão ser Contempladas com o Plano Nacional de Banda Larga

Tópicos recentes

Governo Anuncia as 100 Primeiras Cidades que irão ser Contempladas com o Plano Nacional de Banda Larga

telebrasPor enquanto são 100 cidades que irão se beneficiar com o programa “Plano Nacional de Banda Larga” (PNBL) em nosso país.  A empresa estatal, Telebrás, que ficou encarregada de gerenciar o projeto, divulgou o nome das cidades que irão receber os serviços até o final deste ano, sendo que a relação contempla apenas municípios da região Sudeste, Nordeste e Centro-Oeste.

O governo federal se comprometeu de levar o ponto de banda larga para as 100 cidades escolhidas, mas nesse primeiro momento a Telebrás não irá atuar de forma direta no fornecimento do serviço ao usuário final. Espera-se que pequenas prestadoras do serviço realizem o acesso dentro das cidades. Ofertando pacotes que custem R$15 (512kbps de conexão e pacote de dados de 250 megabytes) a R$35 (512kbps de conexão e pacote de dados ilimitado). Em 2011, mais cidades serão contempladas com o plano, cerca de 1.063 e até 2014 a previsão é que todo o Brasil esteja beneficiada com o PNBL (Plano Nacional de Banda Larga), afirmou o presidente da Telebrás, Rogério Santanna.

Para a contratação desses prestadores de serviços, o governo irá disponibilizar consulta pública, editais e termos de referencias. E que até a primeira quinzena de setembro, as licitações sejam realizadas.

Segue os nomes das 100 cidades contempladas com o Plano Nacional de Banda Larga (PNBL).

  • Alagoas: Arapiraca, Messias, Palmeira dos Índios, Joaquim Gomes, Pilar e Rio Largo.
  • Bahia: Feira de Santana, Itabuna, Camaçari, Governador Mangabeira, Eunápolis, Governador Lomanto, Muritiba e Presidente Tancredo Neves.
  • Ceará: Sobral, São Gonçalo do Amarante, Quixadá, Barreira, Maranguape e Russas.
  • Espírito Santo: Cariacica, Domingos Martins Conceição da Barra, Piúma, São Mateus,Vila Velha e Itapemirim.
  • Goiás: Anápolis, Aparecida de Goiânia, Trindade, Águas Lindas de Goiás, Alexânia e Itumbiara.
  • Maranhão: Imperatriz, Paço do Lumiar, Presidente Dutra, Porto Franco, Grajaú e Barra do Corda
  • Minas Gerais: Barbacena, Juiz de Fora, Conselheiro Lafaiete, Ibirité, Sabará, Uberaba, Ribeirão das Neves e Santa Luzia.
  • Paraíba: Campina Grande, Campo de Santana, Araruna, Riachão, Dona Inês, Bananeiras e Duas Estradas.
  • Pernambuco: Carpina, Tracunhaém, Nazaré da Mata, Paudalho, Limoeiro e Aliança.
  • Piauí: Piripiri, Campo Maior, José de Freitas, Piracuruca, Batalha e São João da Fronteira.
  • Rio de Janeiro: Angra dos Reis, Nova Iguaçu, São Gonçalo, Piraí, Mesquita, Rio das Flores, Duque de Caxias e Casimiro de Abreu.
  • Rio Grande do Norte: Santa Cruz, Nova Cruz, Passa e Fica, Parnamirim, Lagoa d´Anta, Extremoz e Açú.
  • Sergipe: Nossa Senhora da Glória, Barra dos Coqueiros, Laranjeiras, Japaratuba, São Cristóvão e Carira.
  • São Paulo: Campinas, Guarulhos, Pedreira, Serrana, Conchal, Embu e São Carlos.
  • Tocantins: Gurupi, Araguaína, Guaraí, Paraíso do Tocantins, Wanderlândia e Porto Nacional.
 
 

Tags: Tags: , , , , ,

  1. Paulo
    2, julho, 2012 em 15:55 | #1
    @Leandra
    A palavra “porque” deve ser escrita de forma separada quando fazemos uma pergunta (por que ….). Vamos prestigiar nossa língua.
  2. Leandra
    11, outubro, 2011 em 12:34 | #2
    E o Rio Grande do Sul, porque ficará de fora,sendo p presidente moradora de POA???????????????????????????????????????????????
  3. Rosa
    5, outubro, 2011 em 11:10 | #3
    Como a cidade de jaguariúna fica de fora.nós precisamos de um sinal otimo aqui também.
  4. Hugo santana
    1, julho, 2011 em 18:06 | #4
    como é q carmopolis fica de fora pra carira e japaratuba barra dos coqueiros nao precisa da banda larga o sinal é otimo vindo de aracaju
  5. Nubia
    5, setembro, 2010 em 18:20 | #5
    Como sempre as cidades da região norte ficam de fora. Até quando??????????????? Votem na Dilma e continuará assim…
  1. Nenhum trackback ainda.

Faça a busca por notícias

 


Este website foi projetado para ser completamente acessível e usável, trabalhando em conformidade com as Diretrizes de Acessibilidade para Conteúdo Web (WCAG v1.0).

Se houver qualquer coisa (ocorrência) neste site relacionado a acessibilidade ou a validação que não estiver de acordo com os padrões, por favor entre em contato.