Top30 Os melhores sites da Internet

 

Página Inicial > Saúde > Esquizofrenia: A Mente Humana Com Desequilíbrio Químico.

Tópicos recentes

Esquizofrenia: A Mente Humana Com Desequilíbrio Químico.

1204155253Tentativas de assassinato, conspirações mirabolantes, histórias mais alucinantes dignas de filmes de Hollywood, de repente tomam conta da mente humana. Sem saber diferenciar o que é real e o que é delírio, no auge do desespero muitos cometem suicídio. Cenas como essas são típicas de pessoas que estão passando por uma crise de esquizofrenia, doença mental incurável que afeta o raciocínio e as emoções.

De acordo com especialistas a esquizofrenia é uma doença genética, passada de pai para filho, mas que também ninguém está livre de desenvolvê-la. Já que o surto psicótico é o aumento de uma substancia do cérebro chamada dopamina, quando em excesso causa uma série de sintomas que o individuo deve ser medicado. A esquizofrenia acontece principalmente entre 17 e 30 anos de idade. De acordo com o Ministério da Saúde 1,5 milhão de pessoas sofrem de esquizofrenia no Brasil.

Os episódios ou surtos da esquizofrenia só acontecem se tiver um fator desencadeante, associados ao estresse muito grande, desidratação, infecções, uso de substâncias químicas que geram estresse dentro do cérebro como a maconha, cocaína e até remédios para emagrecimento.

O indivíduo passa a ter sintomas, delírios e alucinações. O esquizofrênico tem percepções que estão fora do n2m3qtyeormal, vê coisas que não existem, ouve coisas que não estão acontecendo, vozes do além, paranóia de estar sendo perseguido, como também desorganização do pensamento. Além disso, passa a ter um retraimento social, evitam contatos com os amigos, familiares, não tendo interesse para trabalhar, estudar. Portadores de esquizofrenia ainda podem ter alucinações táteis, como se insetos estivessem rastejando em sua pele.

Sem tratamento, sem o amparo da família, uma vítima da esquizofrenia pode viver como mendigo, perambulando pelas ruas, gritando e gesticulando.

Não existe cura para a doença, mas existe controle. Uma pessoa portadora da doença fazendo acompanhamento médico apropriado poderá ter uma vida normal, voltar a trabalhar, estudar, ter uma vida social que nem como tinha antes da doença ter se manifestado. O tratamento inclui uma combinação de medicamentos chamados antipsicóticos, psicológicos e sociais.

Por a esquizofrenia ser uma doença que não tem cura é muito importante não interromper o tratamento até mesmo depois dos sintomas terem desaparecidos, porque existe uma probabilidade alta dos surtos voltarem, entrar em crise enquanto o paciente está sem medicamento e cada episódio pode ser pior.

 
 

Tags: Tags: , , , ,

  1. Silvia
    26, maio, 2011 em 13:18 | #1
    @miguel
    Miguel, vc realmente é um homem de Deus,fico feliz que seu filho teve uma melhora, glorifique a DEUS por isso, não importa que ele precise tomar o remédio enqto viver – glorifique assim mesmo. tenho um grande amigo que apresentou essa doença aos 30 anos e hj está com 58 anos de idade e glorifico a DEUS pelo estado em que ele se encontra: voltou a trabalhar, a dirigir, encontrou uma namorada, vai casar e parece curado, e tem consciência que vai tomar geodon pelo resto da vida. Deus abençõe vc e sua família. A paz!
  2. carmen
    22, maio, 2011 em 15:48 | #2
    @jana
    Pode sim o remedio estabiliza a doença mas não impedi de crises ;cinto muito mas com meu filho e assim .
  3. carmen
    22, maio, 2011 em 15:45 | #3
    @vera
    Oi Vera vou deixar meu enderesço me adicona ai poderemos nos falar mais sorte pra voce ok .[carmenlfonseca@hotmal.com
  4. Wanessa
    15, maio, 2011 em 20:06 | #4
    Olá, minha mãe tem esquizofrenia desde 96. É muito esculacho de mim e minha familia permitir que ela deixe de tomar os remédios pela 3 vez e tem voltado cada vez pior, pois ela diz se sentir muito mau no dia seguinte e não conseguir dormir a noite, o remédio se chama ‘GEODON’.
    Gostaria de poder pegar alguns emails para contato, trocar informações e como muita gente passa por problemas parecidos, a familia e até mesmo a própria pessoa sofre muito.
    Isso é genético, pois também sofro de alguns disturbios desde criança e apesar de reconhecer o problema preciso procurar me tratar.
    Me avisem de onde são e me escrevam.
    Meu msn: wanjinha@hotmail.com
    Abraços a tds!
  5. simone
    9, abril, 2011 em 19:39 | #5
    @miguel
    Bom n querendo te decpicionar + meu filho tem esquizofrenia ele passou a ser uma pessoa que vive na igreja e teve um novo surto achando estar curado então é PARA TODA A VIDA ou seja jesus n vai cura-lo,n deixe de medica-lo.
  6. jocelma
    26, março, 2011 em 15:26 | #6
    A seis meses atras tive um srto piscotico,ainda estou com a mente confusa, tenho35 anos,estou afastada do serviço, poís no momento naõ consigo pensar e raciocinar como antes, sinto me triste,nao consigo ter interesse pelas coisas e tenho muita dificuldade de ter contato com a minhaprópria filha e marido. por favor me ajudem.
  7. Juliana
    27, janeiro, 2011 em 13:16 | #7
    Gláucia, boa tarde!!!

    Lendo seu relato sobre sua mãe, me lembrei que tem uma clínica que fica na Vila Mariana, Chamada Hospital Dia,este Hospital é da Santa Casa de São Paulo, os tratamentos são gratuítos.

    Como estudande de Psicologia,fiz estágios lá e posso recomendar é muito bom,com certeza iram ajudar sua mãe da melhor forma possível.

    bjs e espero que tenha lhe ajudado….Nunca dexista,os caminhos são comturbados mas a vc chegará lá!!!

  8. luciane torres
    26, janeiro, 2011 em 07:42 | #8
    @luciane torres
    por favor me mandem uma resposta pro meu imail lucianepg2@hotmail.com aguardo alguma orientação sobre como posso ajuda-lo
  9. luciane torres
    26, janeiro, 2011 em 07:40 | #9
    Olá!!!
    Estou desesperada tenho um filho de 20 anos que apresenta alguns sintomas, gostaria que alguem me desse uma luz.
    ele não consegue terminar os cursos que começa, dorme demais , acha que todos olham pra ele com indiferença,não tem iniciativa própria pra nada , reclama de tudo não sai de casa nem pra comprar pão eu q tenho que força- lo a me ajudar a pagar uma conta no banco e mesmo assim pra ele é um martírio. Fico me perguntando como pode um jovem de 20 anos não ter amigos e não querer sair de casa?
    Não quer ajuda o que fica díficil e esta muiiito agressivo não posso falar nada.
    So ele é o genio o poderoso o sábio me ajudem por favor
  10. miguel
    11, janeiro, 2011 em 22:31 | #10
    Prezados gostaria de compartilhar as minhas esperiencias com voces
    sobre esta terrivel doença que afeta muitas familias
    no meu caso meu filho tambem pegou esta doença a dois anos atraz
    quando ele tinha 19 anos
    bem eu e minha esposa somos evangelicos praticante ou seja expulsamos
    demonios intercedemos por pessoas esse meu filho tambem ja e batizado e evangelico desde os 12 anos de idade.
    realmente as alucinações são muitos parecidos com uma pessoa que esta
    dominada por um espirito imundo porem até os espiritos imundos quando se
    manifestam no nome de JESUS eles respomdem com coerencia as perguntas
    que sao lhe feitas e o esquizofrenico em surto não há coerencia em nada tudo esta comfuzo em suas respostas eis ai uma diferença do doente com uma disfunção no celebro por um celebro dominado por espirito imundo.
    agora vamos falar em cura existe cura ?
    não sou medico mas pelo que tenho estudado a respeito a medicina ainda não evoluiu ao ponto de descobrir como curar essa disfunçao que aumenta a atividade celebral de uma forma tão intensa que a mente humana entra em colapso no caso do meu filho ele ouvia fozes e ficava falando coisas sem nexo totalmene fora da realidade.
    Bem como sou um homem de DEUS declarei querra a esta doença que tambem de uma forma estava afetando minha vida pedi ajuda de muitas igrejas em oração fiz muito culto por fim chequei a conclusao de buscar tambem ajuda
    na medicina, digo psquiatria que receitou o remedio olanzapina fazendo ele voltar a realidade.
    atualmente ele ainda continua tomando o remedio olanzapina e ja esta com sua vida com atividade normal, porem eu não desisto de sua cura pois continuo buscando no maior de todos os medicos JESUS e estou só esperando a psquiatra dizer para ele parar de tomar o remedio e eu glorificar o meu DEUS pela cura.
    Por fim como homem de DEUS quero dizer a vcs não desistam lutem
    DEUS falou a JOSUE tende bom animo a atenta para as minhas palavras e tudo ira bem e JOSUE atentou e venceu muitas batalhas impossiveis uma delas foi destruir a cidade de JERICÓ.

    conselho 1 busquem em DEUS
    conselho 2 busquem na medicina que (tambem é de DEUS)
    conselho 3 não perca sua esperança JESUS tem toda a autoridade
    sobre tudo no ceu e na terra entrega o seu caminho a ele no mais
    ele fará oque é melhor

    A PAZ DO SENHOR JESUS A TODOS

    MIGUEL

  11. Aranya
    7, dezembro, 2010 em 13:15 | #11
    É estranho como estranho é, tudo é muito assustador e comfuso, as vosses as risadas irônicas dele e quando me toca eu não sei o que gritar, não sei o que falar como reagir, não entendo porque o obedeço porque estou assim,porque me queimei porque tenho colocado agulhas no meu corpo, tenho medo ele me persegue ele me vigia ele, so ele okundê arere iriri okundá isso é o que ele diz depois que temos relação e eu nada posso fazer porque odeio todo mundo, ninguem o escuta ninguem o manda embora ninguem me ajuda
  12. laysla sabrina alves pereira
    6, novembro, 2010 em 08:04 | #12
    e eu acho que isso e falta de DEus no coraçao e naum precisa de tratamento medico e e sim de bençao de Deus de procurar uma igreja e tramento especialtambem !!

    eu ja tive problema de esquisofrenia ha uns 2 anos atras e hoje estou curada pelas bençaos

  13. vivian medeiros
    4, novembro, 2010 em 06:38 | #13
    há um tempo eu conheci uma pessoa..desconfiei a principio que havia algo de errado com ela..por estar sempre com dores e vivia se ausentando,sou profissional de saude.(enfermeira), por sinal trabalhei com pacientes psiquiatricos..bem..por confiança no relacionamento que tinhamos..a pessoa disse ser esquisofrenica..no que isto mudou a minha vida..em tudo..nunca fui tão feliz..sou feliz..pq. o flavio nunca perdeu a capacidade de me amar, talvez se por discriminação, e mesmo eu sabendo o que poderia envolver nunca desisti..e nunca desistirei..dele..o que posso dizer.invistam no amor que sintam pelas pessoas..naum por dó, nem por obrigação, mas por liberdade de acreditar..como todos temos dias ruins e dias otimos..maravilhosos..poderia dizer que mais perfeito do que muitos q. se dizem normal..agridem suas esposas, naum são leais..naum é uma doença q. separá pessoas..é o preconceito..e o amor e o que as unem..sempre..
  14. carmen
    23, outubro, 2010 em 15:50 | #14
    @vera<

    @vera
    Vera meu msn e carmenlfonseca@hotmail.com ,gostaria de fazer uma crrente de alta ajuda para nos se for sua vontade me adiciona ,abraço.

  15. Léa
    2, outubro, 2010 em 03:01 | #15
    sou Léa sou casada a 9 anos de um tempo pra cá ele vem falando de separação umas 2 vezes ele foi embora. vendeu as nossas alianças,não consegue dormir se sente perseguido,diz que ele não está sentindo bem sem contar que ele faz uso de um chá que tem efeitos alucinogenos,será que ele é esquisofrênico? ele vende as alianças e depois compra outra estou ficando preocupada com isso! hoje ele perguntou se eu amo ele eu disse que sim ele respondeu:você que pensa? ): não sei mas eu tenho muita fé em Deus “”" tem manias uma delas é achar que estão falando mal dele,perseguindo complõ contra ele me ajudem eu quero marcar um psquiatra mas não sei se ele vai querer!
  16. edilamar
    28, setembro, 2010 em 22:44 | #16
    Gláucia :Gostaria de relatar um caso e fazer uma pergunta.Há mais ou menos uns doze anos atrás minha mãe,que na época tinha 30 anos de idade,apresentou os sintomas da esquizofrenia,e na ocasião não foi diagnosticado a doença,ela esteve internada por duas vezes,e não sei ao certo o que foi médicado.Hoje em dia ela toma todas as noites um remédio médicado e controlado que tem o nome de “haldol”..e também um outro que controla a ansiedade o famoso “Diasepan”…e outro para controlar a imperigrinação(não me recordo o nome)ela é uma pessoa visilmente problemática,e triste!Gostaria de saber se existe algum hospital especializado e de pesquisas dos SUS que eu possa entar em contato…,gostaria muito de ver minha mãe mais feliz,sei que é uma doença incurável,mais pelo menos que ela volte a conviver normalmente com a sociedade!Sou uma pessoa sem muitas estruturas…tenho acesso a internet por meio de trabalho…Uma pergunta….existe algum tipo de tratamento preventivo?Pois ja me informei e sei da genética,e eu sendo filha tenho muito receio com isso!!!Por favor me orientem !!Desde ja agradeço à atenção!G.M,24 anos.

    @CARMEN

    @Gláucia

    @Gláucia

    @Gláucia

    @Gláucia
    Deus te abençoe

  17. ORLANDETE
    27, setembro, 2010 em 17:00 | #17
    @Karina
    Olá Karina, fiquei muito interessada no seu depoimento. Tenho um irmão de apenas 22 anos, e ele parece estar com essa doença. Mas ao ver o seu relato, percebi que é possível viver uma vida normal não é mesmo? Estou tão preocupada, que tudo o que ouço de esperançoso é tão bom.
    Beijos de uma irmã preocupada.
    E olha, CREIA SEMPRE EM DEUS VIU. ELE É CONTIGO!!!
  18. carmen
    26, setembro, 2010 em 17:09 | #18
    @jana
    Ola amiga passo pelo mesmo problema e muito triste pra nos e pra eles infelismente sim, a crise pode acontecer a qualquer hora mesmo medicado e menos frequente mas acontece meu filho sofre desta maldita doença tambem e fica maior parte no hospital pois e paciente de risco, so Deus sabe da nossa dor ,deixo um beijo e paciencia .fé em Deus e o que nos ajuda a suportar ;
  19. elize
    23, setembro, 2010 em 16:53 | #19
    minha filha tem esquizofrenia, gostaria de saber sobre os hospitais psiquiatricos , obrigada
  20. natI trança
    12, setembro, 2010 em 11:10 | #20
    querida eu imagino seu sofrimento.
    a esquizofrenia em 99 %é de origem espiritual.
    tem cura, pois diz a palavra de Deus que pocessão de demônios so sai com jejum e oração. meu conselho é que vc procure uma igreja evangélica, a comição de ciclo de oração e faça uma campanha com jejum e oração em prol da cura do seu filho.ou seja para expulsar os demonios que atuam na mente dele.
    BEIJOSSSSSSSS E FICA COM DEUS
  21. g
    21, agosto, 2010 em 18:18 | #21
    Olá pessoal. Eu tenho 29 anos, e uma provavel esquizofrenia ja que o medico não me disse que poderia ser. mas os sintomas são de esquizofrenia . Eu me sinto muito triste pois a minha vida parece ter acabado.Eu fazia faculdade ,cuidava da minha vida, e tive que parar tudo por conta desses sintomas tão terriveis. pra todos é apenas uma depressão mas, desconfio que seja esquizofrenia. O pior de tudo é sofrer preconceito por todos acharem que sou doida.
  22. CARMEN
    16, agosto, 2010 em 20:03 | #22
  23. CARMEN
    16, agosto, 2010 em 19:52 | #23
  24. luiza
    10, agosto, 2010 em 15:31 | #24
    ola meu nome luiza tenho 14 anos meu pai tem esquizofrenia estava lendo em um saite os sintomas e como começa reparei a maioria dos sintomas eu tenho memoria me esqueço muito das coisas ,falta de atenção ,tiques motores
  25. 24, julho, 2010 em 15:19 | #25
    Passei o dia lendo matérias sobre esquizofrenia e tenho que admitir – minha filha de 22 anos é portadora da doença, do tipo paranoide. Como somos espiritualistas durante algum tempo cheguei a considerar que o que ela sentia eram manifestações mediúnicas e procuramos centros, terreiros, etc, mas em nenhum lugar encontramos respostas. Não sei dizer se ela está em surto, mas há dois anos que se sente perseguida – pelos colegas da faculdade (cheguei achar que era vitima de bulling (sic)), na academia, no Orkut , e agora sismou com um professor. Acha que algumas pessoas tem o dom de entrar em sua mente através da telepatia, parapsicologia, etc. Sente fisicamente sintomas de ataques espitiruais com dores, agulhadas, etc. E agora acha que vem sendo vitima de perseguição de um professor que a reprovou duas vezes. Estaria em surto? Ela é muito inteligente, faz cursos e faculdade de psicologia e estou desconfiada que no curso estão suspeitando de sua doença – poderão impedir que ela se forme? Enfim, mesmo com tudo isso, ela não admite a doença e não toma o Seroquel 25 recomendado pelo psquiatra. Aliás, ela nada conta para o médico, eu que o procurei e relatei o que vem acontencendo. Sempre tratei oa assunto com muito tato, mas estou pensando em falar claramente sem eufemismos sobre o assunto. Temo sua reação.
  26. vera
    22, julho, 2010 em 19:12 | #26
    @CARMEN
    oi carmen eu tenho um filho que mora a 10 anos no hospital ele também tem esquezofrenia gostaria de ter contato com vc.abraço… vera
  27. 20, julho, 2010 em 10:05 | #27
    Karina :
    Gostaria de deixar um depoimento:
    Em 2003, após uma situação de elevado stress de trabalho, fiquei quase uma semana sem dormir. Naquela época, diagnosticaram depressão. Tratei-me com remédios e terapia por dois anos. Larguei o tratamento coincidindo com a retomada da minha carreira e vida social. Em 2006, ingressei num curso de mestrado e, lá, comecei a ter fixação por um professor e a ouvir vozes. Sem tomar remédios ainda, sem meus pais perceberem algo errado, as alucinações pararam. Contudo, ao começar o processo de dissertação, no ano seguinte, quando também comecei a namorar, as alucinações voltaram. Perdi totalmente a realidade, criando um contexto diferente para a minha vida. Nossa… E quase perdi o meu amor, hoje o meu marido. Meus pais viram que algo estava errado, retornei ao antigo psiquiatra que me receitou remédios caros e o novo diagnóstico: Esquizofrenia. Durante dois anos, não contei ao então namorado, os familiares e amigos até hoje não sabem. Tive mais duas recaídas, durante mudança de remédio. E, graças a Deus, sinto-me hoje uma pessoa até melhor, sabe. Perdi aquele embotamento social. Ainda faço pouca atividade física, o que é recomendado. Mas, tomo a dosagem mínima do Risperidona (1mg) e um anti-depressivo combinado. Trabalho, estudo, amo e vivo. Mas tenho dúvidas como farei com a medicação, quando decidir engravidar.

  28. CARMEN
    12, julho, 2010 em 17:56 | #28
    Não sei mais o que fazer pra ajudar meu filho ele e potador desta praga maldita que e a esquisofrenia ,tenho medo de perdelo,AMO demais sofro a cada delirio a cada grito não sei mais como aguentar tanto sofrimento ,as vezes tenho vontade de acabar com minha vida e a dele mas não tenho coragen pela fé em Deus sei tambem que não tem cura ,me pergunto como fazer? tenho 52 anos estou casanda e deprimida ,nada me faz feliz ,atualmente ele se encontra enternado a 6 anos ,fala em voltar pra casa e viver normalmente mas o medico diz que e impocivel ele ter uma vida normal pois a doença avança e deteliora o celebro ,a cada dia esta pior ,me pergunto porque meu Deus tanto sofrimento eu não merecia nen ele,me coloco no lugar dele ,penso nos delirios e vozes que ouve,acho que fico louca as vezes ,queria estar no lugar dele e muito triste saber que naõ ten cura e nunca vai ter uma vida normal,fico lendo depoimentos pela enternete e vejo uma saida ;não posso trazer ele pra mora comigo pois ja tentou contra a minha vida e a dele .O que fazer meu Deus ,se alguen ler me ajude .
  29. 25, maio, 2010 em 10:47 | #29
    @Angela: Oi Angela, eu acho que você deveria procurar outro médico e verificar a veracidade de tal informação que lhe foi dada. Pois se seu filho está tendo toda essa atividade e agüenta o ritmo, pode ser que isso venha até a ajudá-lo. Eu mesma conheço uma pessoa que teve esquizofrenia e vive hoje uma vida normal….trabalha, estuda, tem família, etc. É lógico que ela se tratou logo cedo e cada caso é um caso. Pois minha dica é essa, procure outro especialista e exponha como é a vida de seu filho. Boa sorte! Abraços.
  30. Angela de Freitas Braga
    25, maio, 2010 em 08:02 | #30
    Bom dia,gostaria de algumas informações pois estou ficando desesperada em relação há uns acontecimentos.
    Meeu filho foi usuário de maconha e até cocaína háuns 05 anos atrás, logo quando parou em março de 2007 começo a ouvir vozes indiretamente perdeu o sentído, ficou internado no Bairrál em Itapíra 28 dias, saiu de lá com o cid :transtorno psicótico agudo e transitório , quando ssaiu do hospitál ficou tomando risperidona 1 mg ao dia durante 2 anos e meio,quando quís que o médico mudasse o médico receitou o melleril 50 mg e ele estáva tomando 1/4 do comprimido, ele está trabalhando muito, inclusíve trabalha em dois lugares e fáz faculdade a noite,oque acontece é que de um mês pra cá ele começou a ficar agitado e sem dormir, até que saiu fora do ar duas vezes não falando nada com nada,ouvindo vozes etc,só que dura somente umas duas horas no máximo, no outro dia ele acorda bom, procurei o médico dele que me respondeu o email assim;Boa tarde
    Neste meu longo tempode psiquiatra não tive nenhum paciente da envergadura do seu filho que trabalha,estuda e se ocupa full-time sem ter recidiva.todos(as) sem exceção alguma ficaram em surto e é bom lembrar que a cada recaída a chance de melhora vai aos poucos minguando até sua cronificação plena.
    Anterior ao questionamento da Risperidona ou do melleril ele(Leonardo)-deveria diminuir ao máximo suas atividades pricipalmente as intelectivas pois a solicitação da atividade psíquica fica mais exacerbada.
    Comumente recomendo aos que fazem nível superior largarem a faculdade temporáriamente ou quiçá para sempre pois ou se trata a psicose ou tem uma vida social normal(dentro do parãmetro de normalidade vigente).
    Infelizmente a opção entre uma e outra é fundamental !!!
    Agora quanto á medicalização verifica-se que a Risperidona tem melhor aceitação por parte do Leonardo e seria conveniente à esta altura retomar os 2 mg iniciais.
    Nem sempre quando olhamos para o céu á noite vemos estrelas e a lua e nem sempre as coisas em nossas vidas caminham como a gente quer !
    Atenciosamente
    Dr.Jorge.
    Estou desesperada, pois meu filho esta na ativa estudando trabalhando e tentei falar pra ele que ele tinha que diminuir seu rítimo e ele fica bravo, ele quer trabalhar prestar concursos etc.. oque eu faço??
    Ísso é esquisofrenia? ou somente um surto psicótico pois graças a Deus não dura mais que algumas horas., é perigoso realmente ele ter um surto e não voltar mais??
    Obrigado.
    Aguardo um retorno o mais breve se possível.
    email; angelagnatus@hotmail.com
    Obrigado.
  31. jana
    20, maio, 2010 em 21:00 | #31
    ola meu marido tem esquizofrenia ,é uma situação muito dificil ,pois ele se tornou uma pessoa muito distante e eu nao sei se vou aguentar ,gostaria de saber se ele pode ter outra crise mesmo tomando o remedio direitino .Alguem pode me esclarecer esta duvida
  32. Karina
    20, maio, 2010 em 19:20 | #32
    Gostaria de deixar um depoimento:
    Em 2003, após uma situação de elevado stress de trabalho, fiquei quase uma semana sem dormir. Naquela época, diagnosticaram depressão. Tratei-me com remédios e terapia por dois anos. Larguei o tratamento coincidindo com a retomada da minha carreira e vida social. Em 2006, ingressei num curso de mestrado e, lá, comecei a ter fixação por um professor e a ouvir vozes. Sem tomar remédios ainda, sem meus pais perceberem algo errado, as alucinações pararam. Contudo, ao começar o processo de dissertação, no ano seguinte, quando também comecei a namorar, as alucinações voltaram. Perdi totalmente a realidade, criando um contexto diferente para a minha vida. Nossa… E quase perdi o meu amor, hoje o meu marido. Meus pais viram que algo estava errado, retornei ao antigo psiquiatra que me receitou remédios caros e o novo diagnóstico: Esquizofrenia. Durante dois anos, não contei ao então namorado, os familiares e amigos até hoje não sabem. Tive mais duas recaídas, durante mudança de remédio. E, graças a Deus, sinto-me hoje uma pessoa até melhor, sabe. Perdi aquele embotamento social. Ainda faço pouca atividade física, o que é recomendado. Mas, tomo a dosagem mínima do Risperidona (1mg) e um anti-depressivo combinado. Trabalho, estudo, amo e vivo. Mas tenho dúvidas como farei com a medicação, quando decidir engravidar.
  33. 27, abril, 2010 em 09:50 | #33
    @nara arady e silva: O comentário foi retirado Nara! E obrigada por ler nossos Posts
  34. Eliane
    6, abril, 2010 em 10:48 | #34
    Realmente eles necessitam de muita atenção,eu so gostaria de saber se eles conseguem ter uma vida normal,tipo:trabalhar ter uma vida normal,pois me parece que são pessoas que vão ficar dependentes para sempre.
  35. Eliane Abreu
    4, abril, 2010 em 15:30 | #35
    Olá, pessoal, eu gostaria de deixar um recado. Eu tenho uma irmã de 42 anos de idade que é esquizofrenica desde os dezesse anos. Ela toma o remedio Haldol com o Fernegan e ultimamente como ela estava sem poder dormir, caminhando e conversando pela casa durante a noite inteira eu resolvi leva-la ao Psiquiatra do CAPS e ele passou Rivotril para ela dormir. Hoje ela mesma toma os comprimidos e graças a Deus dorme bem. O esquizofrenico precisa de nosso carinho e amor. Isso é fundamental para que ele se sinta bem, porque sabemos que é uma doença incurável.
  36. Tatiana
    30, março, 2010 em 11:39 | #36
    Oi carol, não tenha medo antecipado.
    Muitas vzs porque nossos pais tem a doença podemos adquiri-la.
    Tente lutar contra seus medos, é normal ter medo, o medo nos traz imaginações. Tente se afastar do que te dá medo, não assista filmes que te impressionam, busque a Deus e se precisar conversar tbém estou aqui. Abraços
  37. Dna Vilma
    14, março, 2010 em 16:48 | #37
    @vilma
    Dna Vilma obrigada pela informação,porém moro no Rio de Janeiro,porém mesmo assim vou entrar em contato com o tel.o qual a senhora me passou e procurar saber se existe aqui no rio.obrigada
  38. vilma
    28, fevereiro, 2010 em 16:27 | #38
    @Andrea
    Andréia,se vc. mora em S.Paulo(Capital),existe sim o fornecimento desse remédio ou outros para o mesmo tratamento gratuito.Inclusive o meu filho tomava esse remédio até janeiro desse ano.Atualmente ele está tomando o Abilify que também é mto. caro, mas recebo gratuitamente. O endereço é R. Leopoldo Miguez,327 Glicério(SP)telefone 33857004.Inclusive vc. pode optar pela entrega em sua casa.Vá até lá e se informe.Boa sorte!
  39. Andrea
    16, fevereiro, 2010 em 10:03 | #39
    Meu marido no inicio do ano de 2009 teve um surto de esquizofrenia,sempre percebi neste cinto anos de convivencia que ele tinha algumas reacoes estranhas, tipo sempre tinha alguem que lhe perseguia e etc.Uns meses antes de ter a crise ouvia vozes e desapareceu de caso e ficou perambulando pela cidade como mendingo.Hoje ele faz tratamento com psicologo e psiquiatra e toma a medicacao zypresa, aliais o qual e muito caro quase R$600,00 por mes, fora o restante dos medicamentos.Esta sendo um sofrimento muito grande e o pior e que a familia escondia que ele tinha algum problema, tive que descobrir sozinha as duras penas.Gostaria de saber se existe algum orgao que forneca este medicamento de graca.Andrea
  40. carol
    1, fevereiro, 2010 em 17:31 | #40
    oi, tenho 13 anos e tenho muito medo de ter esquizofrenia. Nao tenho sintomas, mais as vezes parece que vejo coisas estranhas, mais nada concreto. Mais o meu medo que me deixa assim, penso que se ficar pensando e ficar com medo posso ter essas ilusões, nao sei o que fazer. quem me ajuda!!!!!!!
  41. SIMONE MARQUES
    31, janeiro, 2010 em 07:14 | #41
    HÁ 11 MESES PERDI MEU EX MARIDO ELE SUICIDOU-SE DEVIDO A ESQUIZOFRENIA FUI CASADA C ELE HA 14 ANOS SENDO Q 8 COM A DOENÇA DEPOIS RESOLVI ME SEPARAR POIS ESTAVA C DEPRESSÃO E FUI ME TRATAR ELE TINHA ÉPOCA Q TOMAVA OS REMÉDIOS CERTINHOS MAS TINHA ÉPOCAS Q NÃO ELE SE ENTREGAVA FACILMENTE EM RELAÇÃO A DOENÇA O PRÓPRIO PSQUIATRA DELE FALOU Q ELE DEVERIA LUTAR E NÃO SE ENTREGAR APÓS 3 ANOS E MEIO DE SEPARAÇÃO ACONTECEU O PIOR MESMO ESTANDO AINDA CASADA ELE TENTOU TOMANDO OS REMÉDIOS MAS DEU TEMPO DE SOCORRE-LO AINDA SOFRO MUITO POIS SINTO MUITA SAUDADES DELE AS VEZES ME CULPO POR TER ME SEPARADO PRA ME CUIDAR E ESQUECI DELE MAS DEUUS SABE DE TODAS AS COISAS Q VIVI NESSES 14 ANOS ELE DEIXOU 1 FILHO DE 15 ANOS Q AMAVA NOSSO FILHO TAMBÉM SENTE MUITO SUA FALTA
  42. Edson
    28, janeiro, 2010 em 14:56 | #42
    Minha esposa com 30 anos surtou quando nosso filho completou 11 meses, após um susto devido a uma queda da criança. Foram 2 anos de internações, procura de ajuda espiritual, enfim, 2 anos de pesadelo em nossa família. Eu queria a todo custo minha esposa de volta, o sofrimento tomou nossa vida. Até que Graças a Deus e a um medicamento chamado Olanzapina (Zypreza)ela aos poucos foi tendo uma melhora constante. Hoje ela mesma administra a dozagem do medicamento com uma vida bem mais ativa e tornou-se uma pessoa muito mais comunicativa e com astral bem elevado. Mas digo também que com certeza o apóio da família e amigos são excenciais para cura de qualquer mal.
    Caso queiram mais informações, fico a disposição: edson.ger@hotmail.com
    Fiquem com Deus!

    Abs.

  43. Keline Carvalho
    22, janeiro, 2010 em 11:14 | #43
    @Madara Galindo
    Oi… Após ler seu comentári, me despertou uma imensa vontade de te conhecer melhor. Tenho 18 anos e trabalho como voluntária de um centro de atenção psicossocial (CAPS)…
    Sou apaixonada pelos úsuarios de lá e para mim cada pessoa é um mundo a se desvendar…

    Ficaria extremamente honrrada se vc entrase em contado comigo…

    Obrigada!

  44. joana paula ferreira lima
    13, janeiro, 2010 em 09:49 | #44
    gostaria que vc me mandase por email um material de video bacana para apresentar um trabalho no meu curso de enfermagen o tema é sobre o esquiziofênico..agradeço se mandar
  45. sara cristina santos
    28, dezembro, 2009 em 22:27 | #45
    curei me de esquizofrenia deixei de tomar os comprimidos . tendo fe na nossa vida tudo e possivel curar se. na neste mundo vai tirar me DEUS DO MEU CORACAO SABER AMAR DEUS E AMAR O PROXIMO E SER INGENO FAZ COM Q AGENTE CURA DO PROBLEMA E NUNCA NINGUEM NOS FAZ MAL. PORQUE DEUS ESTA EM 1 LUGAR DORMA BEM MESMO TENDO AS VOZES AOS POUCOS ELAS DESAPARECEM QUANDO ELAS ENTENDEREM Q VC ESTA IGNORAR O CASO DELAS . O PREVILEGIO DA CURA E SUA INOCENCIA NAO SER SABIO FAZ VC CURAR NA HORA. SABENDO QUEM TEM ESQUIZOFRENIA NORMALMENTE SAO SABIOS MAS TENTAM SER O CONTRARIO E VERAM A DIFERENCA . AGORA SUA MULHER MAIS FELIZ DO MUNDO
  46. Madara Galindo
    24, novembro, 2009 em 20:35 | #46
    Sou esquizofrênico. Sofro de quase todos os sintomas, mas não tenho surtos pscicológicos e alucinações. Tomo o remédio “Città” para tentar criar ânimo pra estudar e trabalhar. Sinto como se aqui não fosse o meu lugar…gostaria de viver viajando pra lugares bonitos e com boa temperatura. Tenho sonhos pscicodélicos (não são alucinações) em q estou em lugares q nunca ví na vida, acho q é por isso q não consigo ter uma vida normal. Tenho a impressão de q eu afasto as pessoas, pq sou muito calado e não sorrio quase nunca. Percebo q quando eu vejo más notícias na televisão, fico mais triste do q já sou. Não consigo ficar ouvindo más notícias sem pensar em fugir desse tipo de coisa.
  47. Gabriel
    6, setembro, 2009 em 13:43 | #47
    Meu nome mé gabriel, tenho 23 anos e sofria de Sindrome do Pânico.Hoje estou curado mais ainda sofro de TAG tranntorno de anciedade generalizado. Uso o medicamento chamado POndera(Cloridrato de paroxetina. me sinto muito bem hoje e ás vezes até esqueço de tomar o remedio. Mais se demorar muito começo a me sentir mal. Na minha 1°crise de SP pensei qe estava louco. Nao tinha alucinaçoes nao, mais quando tentava relaxar vinham varias imagens sem nexo em minha cabeça que acabava me deixando muito nervoso> em relação a ESQUIZOFRENIA, ainda é um tema nao bem explicado ou completo, logico que existe a parte genetica hereditaria. Mais também existe a predisposiçao a uma determinada pessoa ter. Minha crise de Sp começo depois de 1 ano usando a maconha. Problemas familiares e etc. Fiquei com medo de ser portador da Esquizofrenia. mais tudo na verdadeéra a ansiedade. Um conselho! quem tem alguem na familia que sofra da esquizofrenia a melhor coisa a se fazer é pedir ajuda a Deus para que ele te ajude a carregar tal fardo, pois a familia sofre muito e muitas vezes nao sabem lhe dar com o problema. Tentem estudar sobre a doença e tentem da melhor forma ter FÈ
  48. ana paula
    25, agosto, 2009 em 17:33 | #48
    Na verdade a senhora deva primeiramente manter-se equilibrada para que toda essa situação não piore!
    A senhora saba que todo portados de esquizofrenia deve ser mantido em sociedade, mas no caso da filha da senhora, isto esta lhe tazendo muitos maleficios; mas existe programa como os caps, hospital dia, onde a senhora pode procurar alguma ajuda..
  49. 2, julho, 2009 em 17:37 | #49
    Oi Gláucia! Tudo bem?
    No Brasil, existem programas de apoio como o CAPS (Centro de Apoio Psicosocial) que atende pelo SUS. Lá os pacientes que sofrem de transtornos psíquicos em crise passam o dia realizando atividades e a noite voltam para a casa, evitando assim a internação em Hospital Psiquiátrico. Procure um hospital que atenda pelo SUS em sua cidade e se informe a respeito do programa.
    Existem também outros programas para a melhor compreensão e convivência dos familiares com a doença, como a ABRE (Associação Brasileira de Familiares, Amigos e Portadores de Esquizofrenia). Nesse portal, os familiares aprendem que a doença é algo que de inicio pode ser muito difícil, mas que com o decorrer do tempo a vida pode voltar a ser normal, além do mais trocam experiências, tem encontros, seja em reuniões online ou encontro marcado.
    Espero ter ajudado e boa sorte!.
    Abraços…
  50. Gláucia
    2, julho, 2009 em 16:30 | #50
    Gostaria de relatar um caso e fazer uma pergunta.Há mais ou menos uns doze anos atrás minha mãe,que na época tinha 30 anos de idade,apresentou os sintomas da esquizofrenia,e na ocasião não foi diagnosticado a doença,ela esteve internada por duas vezes,e não sei ao certo o que foi médicado.Hoje em dia ela toma todas as noites um remédio médicado e controlado que tem o nome de “haldol”..e também um outro que controla a ansiedade o famoso “Diasepan”…e outro para controlar a imperigrinação(não me recordo o nome)ela é uma pessoa visilmente problemática,e triste!Gostaria de saber se existe algum hospital especializado e de pesquisas dos SUS que eu possa entar em contato…,gostaria muito de ver minha mãe mais feliz,sei que é uma doença incurável,mais pelo menos que ela volte a conviver normalmente com a sociedade!Sou uma pessoa sem muitas estruturas…tenho acesso a internet por meio de trabalho…
    Uma pergunta….existe algum tipo de tratamento preventivo?Pois ja me informei e sei da genética,e eu sendo filha tenho muito receio com isso!!!
    Por favor me orientem !!
    Desde ja agradeço à atenção!
    G.M,24 anos.
Página de comentários
1 2 3 551
  1. Nenhum trackback ainda.



Este website foi projetado para ser completamente acessível e usável, trabalhando em conformidade com as Diretrizes de Acessibilidade para Conteúdo Web (WCAG v1.0).

Se houver qualquer coisa (ocorrência) neste site relacionado a acessibilidade ou a validação que não estiver de acordo com os padrões, por favor entre em contato.