Top30 Os melhores sites da Internet

 

Página Inicial > Saúde > Dislexia: A Dificuldade de Transformar A Letra Em Som.

Tópicos recentes

Dislexia: A Dificuldade de Transformar A Letra Em Som.

dificuldade de aprendizagem

No Brasil as estatísticas mostram que aproximadamente 15 milhões de pessoas apresentam algum tipo de necessidade especial. Desse total, no mínimo 90% das crianças em educação básica lidam com algum tipo de dificuldade de aprendizagem referente à linguagem, entre elas a dislexia é que vem apresentando maior índice.

A dislexia é uma série de alterações neurológicas que fazem com que a criança apresente dificuldade na leitura e na escrita. Uma pessoa que não tem dislexia, o cérebro reage da seguinte forma (observe a figura abaixo): Na hora em que a criança está lendo, uma área no lado esquerdo é acionada (cor amarela), na qual se dá a identificação das letras. Outra parte (cor laranja) faz o cérebro entender o significado da palavra e por fim, uma terceira área (cor vermelha) mais na frente processa toda essa informação. Já uma pessoa com dislexia as áreas atrás e do meio (cor amarela e laranja) são menos ativadas do que o normal, então para compensar isso nos disléxicos, à parte da frente (vermelha) é forçada a trabalhar mais e até o lado direito é acionado durante o ato da leitura.

dislexia

Uma criança com dislexia sofre bastante na escola durante o processo de alfabetização. A criança se esforça, porém apresenta a dificuldade na hora de unir as letras compondo as sílabas e posteriormente no momento de fazer a união dessas sílabas construindo as palavras, comprometendo assim a sua escrita e a sua leitura. Com isso muitas das vezes sendo taxado de preguiçoso ou burro, e o pior, na maioria das vezes a crianças acaba acreditando nisso.

As características mais evidentes da dislexia são: Dificuldade na hora de ler e escrever, dificuldades para soletrar ou para nomear objetos e pessoas, memória imediata atrasada, desordem entre os lados direito e esquerdo, grande dificuldades para aprender a segunda língua, dificuldade para organização geral e comprometimento emocional.

artePor outro lado, alguns disléxicos apresentam o lado artístico bastante aguçado e outros com o pensamento científico muito desenvolvido. Como exemplo disso, há uma enorme lista de personagens geniais apresentados como disléxicos, tais como: Da Vinci, Michelangelo, Van Gogh, Pablo Picasso e atores célebres, como Whoopi Goldberg, Robin Williams e Tom Cruise que, assumindo ter dislexia, utiliza um recurso para memorizar as falas. Que é de ler o texto, gravar a própria fala e depois decorar auditivamente.

A dislexia não é uma doença e sim uma característica genética, desenvolvida entre 16 e a 24 semanas de gestação do feto e que essa disfunção tem atingindo mais meninos do que meninas. De acordo com a associação brasileira de dislexia, a disfunção é hereditária, atingindo 17% da população mundial.

psicoA dislexia pode e deve ser tratada para que não haja maiores conseqüências. Já que o disléxico pode apresentar grande timidez, podendo até desenvolver quadro depressivo. O tratamento é com base na estimulação do cérebro para que entenda as letras de forma correta, na qual os fonoaudiólogos estimulam a leitura através de jogos com letras e sílabas. O diagnostico precoce geralmente é realizado através de uma equipe multidisciplinar (psicólogo, fonoaudiólogo, psicopedagogo, etc.), que é de grande importância para que a criança tenha uma melhora no seu aprendizado, não sofra problemas como baixa auto-estima e socialização, podendo assim ter uma vida mais normal possível.

 
 

Tags: Tags: , , ,

  1. debora rodrigues vieira
    2, setembro, 2011 em 21:23 | #1
    Gostaria de saber de onde voces tiraram a imagem do cerebro do dislexico durante a leitura.
  2. Ivanilde Martins
    11, maio, 2011 em 19:56 | #2
    Boa Noite, Tenho uma Filha de 08 anos que esta com suspeitade Dislexia.
    Não sei nada sobre o assunto, eu estou apavorada, principalmente sem saber como ajuda-la nos deveres de casa
  3. Kelly Wells Silva
    21, fevereiro, 2011 em 13:52 | #3
    Estou muito preocupada com meu filho de 3 anos e meio. Ele fala poucas palavras. A doutora dele de fonodiologa diz que aprendizado dele está lento. Será que ele tem deslexia.
  4. Maria daGloria Barbosa Monteiro
    14, agosto, 2010 em 15:43 | #4
    Já encontrei váriedades de atividade, sequências pedagógicas,tenho ótimos resultados na aplicação dos mesmos.Sou alfabetizadora,tenho 19 alunos 2º ano mod/9 anos todos estão lendo e produzindo variedades de textos e são ótimos.Apresentaram ótimos resultados na prova do IDEBS.Recebi uma cr/ de transferência q/ não consegue ler nem escrever já tem 8 anos. Que devo fazer? Estou desesperada!!!Me ajude por favor!!.
  5. elizangela
    28, junho, 2010 em 13:04 | #5
    meu filho tem deslexia mais graça adeus alpouco ele vai aprentendo aos puco com ajuda dos médicos
  6. Mariza de Fatima Fernandes Vendramini
    20, fevereiro, 2010 em 16:42 | #6
    Gostaria de mais inforçoes e orientaçoes como fazer meu filho tenha mais facilidades ou insentivos pela leitura,pois nao consegue ler ou aprender palavras com dificuldades por ex. vr pr tr br cr e assim sucessivamente.
  1. Nenhum trackback ainda.



Este website foi projetado para ser completamente acessível e usável, trabalhando em conformidade com as Diretrizes de Acessibilidade para Conteúdo Web (WCAG v1.0).

Se houver qualquer coisa (ocorrência) neste site relacionado a acessibilidade ou a validação que não estiver de acordo com os padrões, por favor entre em contato.