Top30 Os melhores sites da Internet

 
Página Inicial > Saúde > Como evitar problemas em cirurgia plástica: 10 dicas pra você ter uma cirurgia segura

Tópicos recentes

Como evitar problemas em cirurgia plástica: 10 dicas pra você ter uma cirurgia segura

Hoje, a cada dia aumenta mais o número de cirurgias plásticas realizadas no Brasil e no mundo, a cultura pela beleza tem se expandido mundialmente e as empresas estão com mercado aquecido, oferecendo a cada dia novidades neste ramo, mas fique atenta pra não entrar em “furadas”, afinal como tem muita gente no ramo, como em qualquer área existem pessoas sérias e existem pessoas que só querem ganhar dinheiro fácil.

Então aí vão algumas dicas pra você saber escolher na hora da cirurgia:

1- Tudo começa pela escolha do seu cirurgião: procure no site da sociedade de cirurgia plástica www.cirurgiaplastica.org.br se o nome dele consta no cadastro, pois se não constar é possível que ele não seja um cirurgião plástico e sim alguém querendo se dar bem nessa especialidade. Cuidado! Não faça procedimentos estéticos com médicos de outras áreas, essas pessoas não são treinadas na arte da beleza e nem sempre tem senso de simetria o que é estudado constantemente pelos cirurgiões plásticos. Por isso o tempo de formação de um cirurgião plástico leva 5 anos, além dos seis anos de faculdade de medicina , pois incluem 2 anos de residência médica em cirurgia geral e mas 3 anos de cirurgia plástica e mais uma prova para especialista da sociedade brasileira de cirurgia plástica, quando acaba tudo isso para que esse profissional se torne um especialista .

2- A relação médico-paciente é fundamental, é tão ou mais importante que o resultado, é fundamental que o médico seja um profissional atencioso e disponível, pois todo cirurgião plástico está sujeito a complicações ou maus resultados e é nesse momento que a relação médico-paciente é fundamental para que ele possa lhe dar suporte para resolver o problema se houver e não apenas abandonar o paciente.

3- Cada paciente é diferente, portanto o cirurgião deve escutar suas queixas atenciosamente, analisá-las e considerar se é necessário ou não fazer cirurgia, se for necessário ele deve dar expectativas reais do que é possível fazer, fuja daqueles que lhe dão expectativas surreais. Isso não existe!  A cirurgia plástica não faz milagres, apenas realça a beleza natural das pessoas ou faz modificações para melhor harmonizar o conjunto.

4- Pergunte sempre sobre os riscos da sua cirurgia e como vocês, médico e paciente em conjunto podem fazer para minimizá-las. Evite cirurgiões que ignoram ou minimizam os riscos inerentes a qualquer procedimento cirúrgico.  Lembre-se a cirurgia não é só do cirurgião, mas do paciente também. Não seguir à risca as recomendações de seu médico podem gerar problemas graves.

5- Um bom pré-operatório é essencial para o bom resultado da cirurgia, conte ao seu médico tudo o que for relevante, não esconda nada. Lembre-se é a sua segurança que está em jogo e neste momento ele tem que lhe conhecer em detalhes e solicitar os exames adequadamente ou dar as orientações necessárias.

6- Fuja de cirurgiões que sugere realiza a cirurgia no consultório médico (a menos que seja uma cirurgia muito pequena).

7- Preço – Desconfie de preços muito baixos. Uma cirurgia plástica realizada com qualidade e segurança não tem como ser barata. O valor de uma cirurgia plástica é a soma dos honorários da equipe médica – composta pelo cirurgião plástico principal, cirurgião plástico assistente, (profissionais que levaram 11 anos para se formar), além de médico anestesista e instrumentador – dos custos hospitalares e, em algumas cirurgias, do preço dos implantes de silicone. Quando um cirurgião plástico cobra preço muito baixo, tenha certeza que ele está negligenciando a segurança e/ou qualidade.

8- Algumas medidas podem minimizar os riscos cirúrgicos como: não fazer grandes cirurgias combinadas, às vezes é melhor se submeter a duas cirurgias separadamente do que a uma grande e com mais riscos, usar meias elásticas de compressão durante e após a cirurgia , utilização de bombeamento intermitente nos membros inferiores para evitar tromboses durante a cirurgia e no pós operatório imediato, deambulação precoce. Pergunte ao seu médico se ele utiliza essas medidas, pois podem diminuir em muito os riscos de trombose.

9- Pacientes fumantes têm maior índices de complicações, além daqueles que estão acima do peso ou que já tem outros problemas de saúde, converse com seu médico para minimizar esses fatores.

10- O local da cirurgia é importante, pois o hospital deve ter boas condições de funcionamento e deve ter UTI, para o caso de ser necessário, com médicos de plantão 24h.

 

Bem, dito isto, sua cirurgia tem tudo pra dar certo e você ficar maravilhosa, a cirurgia plástica levanta a auto-estima e melhora o bem estar. Não deixe de fazer, apenas faça com segurança.

 

By Dra Janete Clívea.

CRM 11.112

Membro Especialista da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Acesse: www.janeteclívea.com.br

 
 

Tags: Tags: , , ,

  1. Nenhum comentário ainda.
  1. Nenhum trackback ainda.

Faça a busca por notícias

 


Este website foi projetado para ser completamente acessível e usável, trabalhando em conformidade com as Diretrizes de Acessibilidade para Conteúdo Web (WCAG v1.0).

Se houver qualquer coisa (ocorrência) neste site relacionado a acessibilidade ou a validação que não estiver de acordo com os padrões, por favor entre em contato.