Top30 Os melhores sites da Internet

 

Arquivo

Arquivo de outubro, 2009

Tópicos recentes

Computador do Futuro: Flexibilidade é a Palavra Chave!

computador do futuroTecnologia é algo que está em constate transformação, à prova disso é o que presenciamos todos os dias através de modernos gadgets que cada vez mais estão sendo fabricados e em um curto período de tempo.

No universo dos notebooks essas mudanças são freqüentes. Tanto é que alguns anos atrás víamos notebooks grandes, pesados e designer nada atrativos. Hoje, os notebooks são modernos, charmosos, leves, finos e alguns sendo até ultrafinos, seduzindo até que não é amante de tecnologia.  Mas se atualmente essa é a realidade dos computadores portáteis, como seria futuramente? Você consegue imaginar?

laptop-enroladoFlexibilidade, essa palavra está no centro dos notebooks do futuro. Telas dobráveis e o corpo maleável. Essas são as características do computador do futuro apresentada pela empresa alemã, Orkin Design.

Devido a sua flexibilidade, o computador do futuro poderia ser enrolado para não ocupar muito espaço e poderia ser carregado como uma bolsa, tornando-se super prático. Isso seria possível graças à tecnologia OLED, tornado-se leve e flexível.

Quando o computador do futuro fosse estendido, parte de seu corpo se transformaria em tela e a outra em teclado. Sua tela seria sensível ao toque. E se o usuário estendesse todo o equipamento, se transformaria em um tablet ou em uma televisão, dependendo da escolha do usuário. E mais, mesmo dispositivo utilizado para enrolar e carregar o notebook serviria de fonte, caixa de som webcam e entrada USB.

computador do futuroO computador do futuro não é uma idéia impossível. Já que empresas como a Sony já estão empregando a tecnologia OLED em alguns de seus protótipos, feitos de plástico flexível. A dificuldade encontrada tem sido em fabricar superfícies em maior quantidade, por um preço compatível com a realidade de mercado.

Apesar de acharmos a idéia um pouco fora de cogitação, pelo menos para alguns anos mais na frente, sejamos sinceros, a idéia é muito interessante e demais criativa. Eu já consigo até imaginar meu notebook sendo enrolado quem nem um diploma, carregado como tira colo e com muita praticidade. :)

Um vídeo foi disponibilizado para os usuários imaginarem como será o computador do futuro. Clique e veja, meu sonho de consumo. :)

 
Continuar Leitura

Tags:Tags: ,

Bullying: Uma “Brincadeira” Mais Séria do Que se Imagina!

Bullying (1)

A escola é um ponto de referencia, lugar de fazer amigos. Mas nem sempre é isso que acontece! E o lugar que era para ser adorado, acaba se tornando um pesadelo para algumas crianças e adolescentes.

Pais, educadores, médicos, psicólogos, o mundo inteiro está preocupado com a violência entre adolescentes. Além de apelidos constrangedores, agressões físicas, surgiu uma nova prática, mais sutil e cruel, o que os especialistas chamam de bullying.

Bullying é uma expressão inglesa, que traduzindo em um bom português quer dizer perseguir, agredir, humilhar, atormentar ou como muitos dizem “zuar”. Esses atos de violência física ou psicológica que acontecem na maioria das vezes entre estudantes, trazem diversas conseqüências na vida da vítima, podendo durar meses, anos ou a vida inteira. Provocando angústia, dor, tristeza, baixa auto-estima e até podendo levar a vítima a cair em uma depressão.

CyberBully

E se não bastasse esse tipo de atitude, agora com o avanço da tecnologia, virou comum usar telefones celulares e internet para ameaçar o outro, dando força ao chamado ciberbullying (bullying distribuído via ferramentas tecnológicas, como mensagens de texto via celular, e-mails, sites e blogs). Como por exemplo, um fato que ocorreu no RS, um estudante de 15 anos recebeu pelo celular, imagens em que ele é agredido covardemente por um grupo de “meninos”, a 50m de sua escola. O objetivo do vídeo seria de intimidar a vítima.

E como os pais devem perceber o quanto antes que o filho está sendo vítima de bullying? É natural que as crianças demonstrem de alguma forma que estão sendo agredidas, então o melhor a fazer é ficar atento aos sinais. Tais como:

- Falta de interesse em frequentar as aulas. Por melhor aluno que seja muitas das vezes ele tem medo de ir à escola, então inventa doenças como dor de cabeça, dor de estômago, diarreia, diz que não tem aula naquele dia ou muitas vezes chega até a porta da escola, mas quando vê algum agressor, volta para casa;

- Pede para trocar de sala ou de escola, sem apresentar causas convincentes;

- Chega da escola aborrecido, triste ou machucado, com as roupas ou materiais sujos ou danificados.

  • bullying

O bullying tem se tornado uma grande preocupação, pois a prática disseminou-se consideravelmente nos últimos anos, deixando a sociedade em alerta. Já que essas atitudes sendo praticadas enquanto se há formação de caráter de um individuo, as conseqüências são inúmeras tanto para o agressor, como para quem sofre o bullying. O agressor se não for tratado esse comportamento através de um acompanhamento dos pais, escola, psicólogos, provavelmente irá se tornar um adulto de risco a sociedade. Já a vítima de acordo com psicólogos, futuramente poderá ter duas reações distintas. Podendo se tornar um agressor, colocando sua vingança em prática ou tornado-se um indivíduo retraído, podendo posteriormente desencadear até mesmo várias doenças psicossomáticas.

Diante de toda essa violência que presenciamos todos os dias, seja por jornais, internet, até mesmo no nosso dia a dia, enfim, o mundo grita por PAZ. E a paz começa nos nossos pequenos atos diários, na escola, no trabalho, na família, na vida. Devemos começar a relação de amor com pessoas que estão ao nosso derredor, por mais simples que a essa “relação” aparenta ser. Cultivar o amor e ensinar aos filhos, as crianças sobre amor, respeito ao próximo é a maneira de contribuímos por dias melhores.

paz01

 
Continuar Leitura

Tags:Tags: ,

Xing Ling: Será Que Vale se Aventurar em Um Celular Assim?

iphone-xing-ling-hiphone-20090727175444Em quesito gadgets, a China clona tudo e acaba dominando esse mundo de imitações, que vai do iPhone ao pen-drive. São modernos, baratos e trazem várias funções que até mesmo os originais não possuem. Mas apesar dessas vantagens será que dá para comprar e confiar em um aparelho genérico?

Uma cena típica: Na espera de consultório médico, o usuário começa a assistir o seu programa preferido em seu iPhone de 16GB, mas logo em seguida é atendido e interrompido no melhor do programa. Então é só ativar a função de gravação do seu Smartphone e assistir depois. Mas peraí, iPhone que têm TV aberta? No mundo shanzhai, tudo é possível.

No ano passado, houve boatos de que a Apple criaria um mini iPhone. Isso foi suficiente para que o mercado xing ling criasse este aparelho. Com certeza você já deve ter visto um, ele é bem menor que o original e possui funções extras. Como por exemplo, aceita perfeitamente 2 chips simultaneamente, possui sintonizador de TV analógica. Porém, o acabamento é meio tosco, a tela não possui muita sensibilidade, a resolução é inferior e os aplicativos da Apple Store obviamente não funcionam no modelo xing ling. Mas apesar das desvantagens, adquirir a réplica do iPhone tem sido uma opção por muitos consumidores que procuram recursos  disponíveis nos smartphones e com preços bastante agradáveis ao orçamento, que com uma boa pechincha chegam a R$250,00.

shanzhai-iphones-550x366Mas vale frisar um ponto super importante que é a ética neste mundo informal. Existe muita diferença em alguém produzir aparelhos genéricos ou similares e alguém falsificar aparelhos e usar a marca que é bastante reconhecida no mercado.  Como é o caso de várias marcas que sofrem com isso, como Motorola, Nokia, LG, dentre outras, que sua logomarca é estampada no corpo do aparelho falsificado. Chegando até a denegrir o seu selo de qualidade, já que a maioria dos aparelhos falsificados possuem qualidade zero.

As vantagens presentes no mundo dos xing ling realmente acabam atiçando muitos a comprarem. Mas essas vantagens, podem não compensar problemas presentes nos mesmos. Como por exemplo, não pense navegar na internet com a mesma facilidade de um iPhone original, a qualidade da imagem da câmera e do vídeo nunca chegam a ser o que é previsto, sempre é inferior e sua durabilidade com certeza não será a de um original.

Portanto, caso você queira se arriscar em comprar um aparelho genérico ou similar a um original que tanto deseja, tome muito cuidado. Afinal a chance de adquirir um gato por lebre é enorme.

 
Continuar Leitura

Tags:Tags: , , , ,

Drogas: Um Começo Que Pode Não Ter Fim!

drogasEncontrar um modo ideal para articular o tema drogas acaba sendo um desafio para especialistas de qualquer parte do mundo, imagine pra minha pessoa então? (risos) Não é algo tão fácil assim! Principalmente de forma concisa e sem discurso moralista sobre os riscos que o consumo de drogas traz a vida de um ser um humano. E ao se falar de drogas, não menciono aquelas utilizadas em laboratórios, farmácias, etc. Refiro-me as drogas psicoativas, que alteram o equilíbrio do individuo.

Só para esclarecimento, as drogas estão classificadas em três tipos: depressoras (Álcool, ópio, morfina), alucinógenas (maconha, LSD, heroína, etc.) e estimulantes (cocaína, crack, ecstasy, anfetaminas, cafeína, etc.).

Muitos de nós às vezes nos perguntamos: O que leva uma pessoa usar drogas? Estatisticamente falando, diversos são os motivos encontrados, tais como: Simples curiosidade, influência de amigos (mais comum), tentar fugir dos problemas (principalmente familiares), criar coragem (que sem o uso da droga, não faria o mesmo), a busca por sensações de prazer, dentre outros.

jovens_e_drogas

Infelizmente o uso de drogas se tornou algo mais corriqueiro em nossa sociedade e com isso se dissipando em todas as classes sociais. Já que antigamente o uso de crack, maconha, cocaína, dentre outras drogas eram mais vistas como algo da periferia, pessoas dependentes as drogas pelas condições desfavoráveis em que se vive. Segundo a psiquiatra Analice Gigliotti presidente da Associação Brasileira de Estudos do Álcool e Outras Drogas (Abead) e chefe do Setor de Dependência Química da Santa Casa de Misericórdia do RJ, aproximadamente 40% dos usuários são indivíduos de classe média. “Esse dado se fundamenta em informações dos números de internações em clínicas específicas, que é um outro público”, afirma.

Vários episódios tem se mostrado na mídia ultimamente, relacionados ao uso de drogas. Como por exemplo, o final trágico que aconteceu na ultima semana, que um pai por não agüentar mais o sofrimento do filho viciado em crack, na qual estrangulou uma amiga, veio a público expor sua dor, alertando assim muitas famílias (leia a matéria). Casos como de crianças em uma escola pública no RS em vez de brincarem de esconde, brincavam de traficantes, usando o pó de giz como se fosse à cocaína. Essa “brincadeira” mostrou o reflexo do cotidiano que essas crianças estão tendo e que se não for trabalhada a prevenção ao uso das drogas com esses pequenos, futuramente serão dependentes químicos. Infelizmente essa é a realidade! (leia a matéria).

Diga Nao a Drogas

Família estruturada, diálogo família, participação dos pais na vida dos filhos, dentre outros fatores, com certeza são de suma importância para que futuramente o filho(a) não venha sentir a necessidade de buscar a paz de espírito, relaxamento ou outros sensações inversas que são passageiras, na qual são encontradas nas drogas. Já que hoje pesquisas mostram que a maioria dos usuários viciados são pessoas desestruturadas.

Diante de tantos transtornos que o uso a drogas acarreta ao ser humano, acabando com a vida gradativamente de quem se torna um viciado e que a dependência se constitui muitas vezes por apenas uma cheirada, uma tragada ou uma aplicação, já que uma simples “experimentada” pode gerar vontade de outras vezes, então, você pode e deve Dizer Não as Drogas! Seja forte, as drogas podem te levar a mundo sem volta!

 
Continuar Leitura

Tags:Tags: , ,

Windows 7: Saiba as Principais Diferenças Entre as Versões

versões windows 7

O Windows 7 enfim chegou ao mercado. E ele possui uma dura missão a fazer, que é abolir a “má” impressão deixada pelo Windows Vista.

Eficiência e Simplicidade são as duas palavras chaves do Windows 7, dita pela Microsoft. Caminhos mais simples para o usuário utilizar, interface mais intuitiva, porém a opção que o usuário tem pela versão mais ideal se tornou um pouco mais enrolada. Isso porque o Windows 7 possui cinco opções disponíveis no mercado que são: a Home Premium, a Professional, a Ultimate, a Home Basic e a Starter. Diante de tantas variações, a dúvida na hora da escolha acaba sendo inevitável para o usuário. E qual delas é a melhor pra você? Conheça as diferenças entre as versões e sinta-se seguro na hora da escolha.

Para uso doméstico a melhor opção é versão Home Premium. De acordo com o diretor geral de Consumo e Online da Microsoft, essa versão apresenta todos os recursos sofisticados e novos que a Microsoft lançou, indicado para o entretenimento, afirmou.

Então, se a Home Premium é a ideal para a maior parte dos usuários, para que convêm as demais versões? Bem, que tal primeiro entender as outras versões, como por exemplo, a Professional. A grande vantagem em comparação à versão Home Premium é que a versão Professional aceita a inserção do computador em redes de trabalho. Portanto, caso você seja o tipo de usuário que utiliza o notebook de dia no trabalho, acessa as informações da rede interna no período do expediente, e depois leva a maquina para casa, o melhor é que escolha pela versão Professional do Windows 7.

windows-7-ultimateE se você tem uma máquina super potente e quer uma versão mais robusta? O Windows 7 te oferece a versão Utimate. Que disponibiliza novos recursos de segurança, porém, é versão mais pesada do Windows 7. Segundo o diretor de Consumo da Microsoft no Brasil, “A versão Ultimate tem, a princípio, os recursos de segurança presentes na versão Enterprise, que só estão disponíveis para as empresas que trazem contrato de licenciamento. Necessariamente é isso que essa versão apresenta de novidade”.

Diferente do Ultimate, o Windows 7 apresenta mais duas versões, que foram feitas especialmente para processadores menos potentes, além dos netbooks. Que são a Home Basic e a Starter. A versão Home Basic é mais barata que a Home Premium, devido a isso é muito provável que essa versão seja muito usada por fabricantes na hora de vender um micro. E por fim, a versão Starter, que por sinal não foi aceita por muitos usuários no Windows Vista por restringir o número de aplicativos abertos ao mesmo tempo.

Porém, essas limitações não existem mais com a versão Start do Windows 7. Dessa forma o usuário que está adquirindo uma máquina mais barata, com essa versão, poderá usufruir de várias aplicações ao mesmo tempo, o que antes não era possível. Claro que não terá todos os recursos que um Home Premium oferece, mas terá uma versão mais acessível para realizar o que se precisa.

E ai? Deu para entender as principais diferenças entre as versões existentes do Windows 7? O Top30 News espera ter esclarecido as possíveis dúvidas a respeito! ;)

 
Continuar Leitura

Tags:Tags:



Este website foi projetado para ser completamente acessível e usável, trabalhando em conformidade com as Diretrizes de Acessibilidade para Conteúdo Web (WCAG v1.0).

Se houver qualquer coisa (ocorrência) neste site relacionado a acessibilidade ou a validação que não estiver de acordo com os padrões, por favor entre em contato.